Poema


Velocidade

Andar em alta velocidade
não é pra idoso, nem pra jovem,
não tem a ver com a idade;
é pra polícia, bombeiro, ambulância;
é para esse tipo de necessidade.

O que as placas indicam na via
não é a mínima pra se correr,
como alguns parecem pensar,
mas a máxima, que todo dia,
cada condutor deve saber,
e, principalmente, se limitar.

Há trechos mui bem pavimentados,
onde se acha possa ir mais ligeiro,
porém, quando foram sinalizados,
estudos, antes providenciados,
consideraram arredores primeiro,
depois, o ritmo do fluxo certeiro.

Quanto maior a celeridade,
maior a distância necessária,
para o veículo poder parar,
sem que haja dificuldade,
nem condição originária,
de um acidente se causar.

Portanto, o controle da velocidade,
em nível seguro, com responsabilidade,
dentro do que indica a sinalização,
para a viagem seguir com normalidade,
é só haver educação e boa vontade,
do condutor que é bom cidadão.

JERÔNIMO, J.R. Vias e Versos - por um trânsito mais humano. Guarulhos, Ed. do Autor, 1a. edição, 2018, p 121.

Vide Artigos 29, II, IV, VII; 31; 34; 43; 44; 61; 62; 69; 192; 218; 219; 220; 291, III; 298, VI; 311 do CTB - Código de Trânsito Brasileiro, Lei 9.503, de 23.09.1997.