Diálogo Constante

Rosangela Pires Trindade


A verbalização dos nossos pensamentos acontece através do Diálogo.

Diálogo este que utilizamos na maioria das vezes quando já nos sentimos sufocados, então passamos a gritar e acabamos nos afastando assim do outro.

Quando, na verdade, deveríamos nos pronunciar com prontidão diante dos nossos problemas, dúvidas, agrados e desagrados.

Cometemos o grave erro da Obviedade.  Por sabermos do que se trata, achamos que o outro tem a obrigação de saber e entender o que queremos.  Precisamos nos fazer claros no processo de interação, senão falha a comunicação.A comunicação parte da clareza com as palavras, do respeito em dirigir-se ao outro e da paciência.

Diálogo é o elemento que deveria ser utilizado para aproximar as pessoas, aliviar as aflições, para pedir socorro,

para expressar o Amor e a Gratidão. 

Portanto, vamos parar com o péssimo hábito de falar quando já não aguentamos mais.  Vamos falar assim que a questão se apresente.  Como diz o adágio popular “matar a minhoca antes que ela vire cobra”.

Resolva os seus problemas o quanto antes, assim eles não crescem e não tiram o seu humor e nem o seu sono, preserva as relações e traz conforto à sua alma.

Abr-2008


Rosangela Pires Trindade

Consultora Motivacional - Terapeuta

Comente este artigo.

(O texto publicado neste espaço é de responsabilidade e direito de seu autor e não precisa, exatamente, refletir a opinião deste site.)