Por um Brasil digno
J.R.Jerônimo


19.06.2013

O movimento nacional que tomou as ruas das capitais e que vai se alastrando pelas regiões metropolitanas e também para as cidades do interior, originalmente contra os aumentos das tarifas de ônibus, e agora contra tudo o que é nocivo à população, está de parabéns e é muito bem-vindo.

Difícil, no entanto, que movimentos como esses sejam tão somente positivos e sem efeitos colaterais, pois, não tem como não se afetar o funcionamento do trânsito e o da maioria dos serviços públicos e privados, nos horários e locais em que ocorrem.  Mas a escolha deve ser essa mesma, pelo benefício maior e mais importante, tal como diz o provérbio (14:4) "Não havendo bois, o celeiro fica limpo, mas pela força do boi há abundância de colheitas".

Há muito, em nosso país, vivemos uma calamidade de corrupção, oportunismo, violência, legislação equivocada, falta de educação, injustiça, defasagem na saúde, infraestrutura ilógica, excesso de impostos, imoralidades mil, impunidade e a efervescência do mau exemplo e a predominância da desonestidade.  

A propósito, é preciso que se separe muito bem o que, paralelamente, tem sido feito por indivíduos que se aproveitam para praticar vandalismo, violência e furtos, durante esses movimentos.  Tais personagens, é óbvio, devem ser reprimidos com todo rigor pela polícia e punidos veementemente pela justiça.  Também porque, devido a comentários equivocados na mídia, esses atos espúrios poderiam, o que é um absurdo, até atrapalhar politicamente essas legítimas manifestações.

Há tanto esperadas, essas mobilizações, refletem um despertar possível da população brasileira.  Ações patrióticas que, pacificamente, têm a capacidade de mostrar, aos políticos irresponsáveis e legisladores néscios, quem é que manda e de quem é este país.  Políticos estes que estão lá porque nós os pusemos.  Políticos estes que precisam acordar da pasmaceira em que vivem, para deixar de fazer de conta que representam o povo e passarem a ter inteligência e ‘vergonha na cara’ para trabalharem em favor da maioria.

Agora, cá entre nós.
- Você quer um mundo bom para viver? 
- Quer?
- Então, faça ele!

É isso que está fazendo cada cidadão manifestante nesses dias, em muitas cidades neste país, para que se conquiste e se mantenha o bem às pessoas de bem.

E para que sejamos merecedores de um país digno, vivamos o que cantamos num dos nossos maiores símbolos nacionais, o hino, com referência ao verso reproduzido num dos milhares de cartazes dessas manifestações de cidadania em prol de um futuro melhor, a partir de já: “Verás que um filho teu não foge à luta.”


Comentários


“Pode até não dar em nada, não! não pode, já deu em alguma coisa!! e nunca vão poder falar q não tentamos!!”
Elton Mariano Vilela
Quarta-feira, 19.06.2013, 21:26:42 h.


Seu Comentário

 

Nome:  
E-mail:  
Ao enviar seu comentário, automaticamente você está autorizando sua publicação,
que poderá ocorrer ou não, conforme critérios da ética e moral.